top of page

MUNDO: A semana política e jurídica nos Estados Unidos trouxe dores de cabeça para os principais pré


A semana política e jurídica nos Estados Unidos trouxe dores de cabeça para os principais pré-candidato à Presidência do país: o atual chefe da Casa Branca, Joe Biden, e o antecessor Donald Trump. O polêmico republicano voltou a ser alvo de acusações formais da Procuradoria por ter guardado em casa documentos com segredos de Estado. Trump também corre o risco de ser indiciado em breve em um novo processo: sobre a suposta tentativa de reverter os resultados das eleições de 2020, quando ele perdeu para Joe Biden.

Biden, aliás, também ganhou preocupações nos últimos dias. A Justiça travou o acordo do filho dele, Hunter, com procuradores para resolver um caso de evasão fiscal e posse de armas. Ele estava disposto, inclusive, a se declarar culpado por não ter pago impostos. O fato de a juíza do caso não ter concordado com os termos atuais reforçou a pressão sobre o presidente dos Estados Unidos, que vê mais uma vez suspeitas sobre o filho respingar no governo. Republicanos usam a situação para criticar Joe Biden e apostam em uma perda de popularidade ainda maior do democrata.

E para entender as repercussões disso no mundo político americano a gente conversa com o professor de Relações Internacionais da UFRJ, Fernando Brancoli. Confira:


Por Band NEWS

Comments


bottom of page