top of page

Lula demite Jean Paul Prates da presidência da Petrobras


(Imagem: BenefitsPro | Reprodução)

Mandado embora. Depois de especulações e conflitos internos nos últimos meses, Jean Paul Prates foi oficialmente demitido do comando da Petrobras.


  • Quem deve assumir a presidência da principal estatal do país é Magda Chambriard, que foi diretora da Agência Nacional de Petróleo durante o governo Dilma.

A demissão acontece um dia depois que a empresa divulgou queda de 38% no lucro do 1⁠º trimestre, além de indicar que seu conselho aprovou o pagamento de R$ 13,5 bilhões em dividendos


Aliás, a origem de tudo está justamente nos dividendos. Mais especificamente, quando a Petrobras não distribuiu aos acionistas os dividendos extraordinários de R$ 20 bi do 4º tri.


No lugar, a estatal optou por distribuir o mínimo possível: R$ 14 bi. Essa decisão agradou Lula e Haddad, mas aconteceu a contragosto do então presidente da estatal e de outros ministros. Dois grupos foram criados.


Provocando o chefe: A situação ficou mais tensa quando o Prates disse que foi Lula quem mandou bloquear os dividendos extraordinários — deixando a crise cada vez mais insustentável.


  • O presidente chegou a sondar Aloizio Mercadante para assumir a cadeira, um nome que tem alta rejeição do mercado por historicamente defender a intervenção estatal.


Zoom out: A Petrobras é a maior empresa do Brasil — e também a mais visada por políticos —, valendo mais de R$ 550 bi. No ano passado, a empresa teve o maior lucro da bolsa, com R$ 124 bi.


Por the News

Comments


bottom of page